Conecte-se com a gente!

Subscribe

Atualização

Em 2021 duas Leis foram aprovadas na AleRO

Vamos falar de Autismo? Geralmente tudo começa com a observação de pequenos detalhes: 

  • O bebê que não olha diretamente para os olhos da mãe quando mama. 
  • A criança que prefere brincar sozinha e não gosta que ninguém a pegue. 
  • Não atende aos chamados dos pais.

Essas situações apresentam apenas alguns dos sintomas do Transtorno do Espectro Autista (TEA). E ao perceber algum sinal diferente nos filhos, é muito comum que as famílias pesquisem na internet uma luz, um médico ou até mesmo relatos semelhantes. É o início de uma busca que começa com uma percepção dos pais, mas que pode ser uma longa jornada até se chegar a um diagnóstico, essencial para o melhor desenvolvimento da criança.

Mas e o acesso aos exames para o diagnóstico final é fácil? A resposta é não!

E foi pensando justamente em facilitar os exames para o diagnóstico do Autismo, que a nossa Casa de Leis aprovou e o Governo do Estado sancionou a Lei 5049/2021.

Dê play no vídeo a seguir e conheça detalhes sobre essa importante Lei e como ela vai ajudar muitas crianças a terem mais qualidade de vida.

“Um diagnóstico dos 0 aos 3 anos a chance de começar a trabalhar e desenvolver alguns aspectos do desenvolvimento dessa criança é muito melhor”

– Ester Miriã, especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental

Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? A gente preparou também um podcast listando os benefícios do diagnóstico precoce na vida dos pequenos que têm Autismo.

Se você quer ter acesso a Lei 5049/2021 completa clique aqui.

Nilza, a proTEAagonista de mais uma história de amor e dedicação

Agora que você conheceu um pouco mais sobre a Lei do Diagnóstico e quais seus benefícios, a gente quer contar pra você a história do Gabriel. Ele é o caçula da Nilza e aos 3 anos de idade foi diagnosticado com o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Foi na Associação de Pais e Amigos do Autista (AMA) que ela encontrou um suporte para dar melhor qualidade de vida ao filho. Hoje Nilza é presidente da AMA e consegue ajudar e acolher outras mães que precisam de uma rede de apoio para que não se sintam sozinhas. Essas mães a cada 90 dias precisavam de um laudo médico que comprovasse o Autismo dos filhos, mas foi aprovado em nossa ALE e sancionada pelo Governo do Estado a Lei 4.991/2021 e agora o laudo passa a ter validade de 60 meses.

“Vai ser um alívio! As mães não passarão pela dificuldade de muitas vezes irem para o hospital e esperar dois, três dias para conseguir uma consulta e o laudo.”

– Nilza, mãe de autista

Importante: Esse laudo poderá ser emitido por profissional da rede de saúde pública ou privada.  Veja no vídeo a seguir o quanto essa Lei é importante e porque ela vai beneficiar muitas famílias.

A gente sabe da dificuldade que as famílias com autistas passam e por isso, o trabalho dos nossos deputados não para. Além dessas duas leis que são muito importantes para melhor qualidade de vida dos portadores do transtorno, os parlamentares na Casa continuam a busca por melhorias, seja através de emendas, seja fiscalizando para que essas leis não fiquem apenas no papel.

Conheça  mais sobre o trabalho desenvolvido pela Associação Pais e Amigos do Autista de Rondônia – AMA, clique aqui.

Clique aqui para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades

Copyright © 2019 - 2021 Assembleia Legislativa de Rondônia. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por PnA Publicidade

Conectar
Receba novidades